Uponor Fundações Activas

Solução para a transferência de carga e energia

As fundações de energia ou a cimentação termoativa num modo geral devem cumprir duas funções: a função estrutural, transferir as cargas mecânicas da estrutura ao terreno; e a função energética, uso como captador geotérmico. A principal vantagem deste sistema de captação geotérmica é que o custo de investimento adicional é muito reduzido, já que os trabalhos de cimentação estrutural não se realizam e para habilitar o uso energético da estrutura só é necessário juntar o captador geotérmico. 

A energia fornecida por um sistema de fundação termoativa como as estacas ou os muros de suporte, é utilizada para cobrir a necessidade base de climatização de um edifício e, em alguns casos, também as necessidades pico. 

Um sistema de fundações de energia deve ser utilizado como armazenamento alternante, trocando sistematicamente a utilização de aquecimento e refrigeração. Consegue-se assim capacidade de extração específica ótima para a produção, tanto de aquecimento como de refrigeração. O equilíbrio de temperaturas de um sistema de fundações de energia pode desenhar-se de uma maneira equilibrada para que se mantenha estável com o tempo. Com um equilíbrio térmico praticamente constante ao longo dos anos, minimiza-se a interferência térmica mútua das fundações de energia adjacentes. 
Pela experiência com sistemas de fundações de energia de tamanho médio e grande, o desenho e funcionamento para cobrir a carga base é o mais rentável. Para isso, deve planificar-se e estabelecer uma relação ótima de carga e trabalho durante o dimensionamento. O funcionamento alterno em aquecimento e refrigeração é o principal determinante da eficiência do sistema de fundações de energia. 

Os tubos que formam os circuitos do captador geotérmico integrado na fundação têm que ser resistentes a estrias, amolgadelas e todo o tipo de cargas mecânicas que se produzem durante o processo de instalação e, posteriormente, com a betonagem da instalação. Além de que, nestes sistemas a tubagem fixa-se diretamente às armaduras de ferro, com presença constante de fios metálicos cortantes. É, por isso, imprescindível contar com um material plástico de elevada resistência mecânica e que, por sua vez, seja resistente aos fenómenos de propagação rápida e lenta de cortes. 

Quanto à técnica construtiva de fundações, fundamentalmente existem dois tipos: fundações pré-fabricadas e fundações in-situ. Quanto à execução de estacas e muros de suporte termoativos, são obras que requerem um projeto preciso e uma exaustiva planificação, com o objetivo de evitar erros e não atrasar outros trabalhos, como a betonagem das estruturas. Finalmente cabe destacar que os captadores geotérmicos podem ser instalados em várias configurações: serpentinas, fluxos paralelos, fluxos  cruzados ou espirais. Os diâmetros de tubos mais habituais nestes captadores geotérmicos tendem a ser de 20 ou 25 mm.

Uponor Fundações Activas em resumo

  • Os custos de investimento são baixos com respeito às fundações já planificadas
  • Pode-se utilizar juntamente com às fundações de carga do edifício
  • Solução ideal para aplicações residenciais e não residenciais